The Strokes promete novo álbum para 2020!

Julian Casablancas: "Nós temos um álbum chegando em 2020. Os anos 2010, não sei como chamam isso, nós tiramos férias. E agora fomos descongelados e estamos de volta". 



IAI Estranhos! 2020 vai ser um ótimo ano para todos os fãs dos Strokes. Primeiro, fomos agraciados com a presença da banda no Lollapoloza 2020. E agora, o tão esperado anúncio do novo álbum já foi dado!


O anúncio veio em um show no Brooklyn, antes de uma performance de uma nova musica inédita que já esta intitulada como "Ode to the Mets". É muito interessante saber que o grupo voltou ao estúdio depois de tanto tempo.


Estamos sem novos álbuns desde Comedown Machine, lançado em 2013 e o último registro dos caras em estúdio foi no EP Future Present Past, de 2016.



O Novo disco


A musicalidade do The Strokes é quadrada e bem reconhecível. Uma estética que reúne todos os sentimentos e impulsos mentais de um eu lirico adolescente, em constante evolução e mudanças.


Na parte instrumental, temos um garage rock que flerta com dois extremos musicais como o punk dos Ramones e a suavidade de Valvet Underground. Mescle tudo isso com uma pitada de refinamento de estúdio e temos a vibe Strokeana. Uma vibe que sempre agradou, mas nunca mudou muito.


O que será que esta por vir?


A banda nunca mostrou algo muito diferente de sua formula original. Sonoridade que nos anos 2000 conquistou o posto de "salvadores do rock" e que acabou formando a primeira leva das bandas indies do novo século.


No final das contas, cada integrante da banda acabou buscando projetos solos ou bandas paralelas para evoluir. Como foi caso do vocalista Julian Casablancas, que atualmente segue com a banda The Voids.


Confira o estilo sonoro da banda:



Com uma estrutura bem mais experimental, o The Voidz mescla sintetizadores e uma batida marcante em seus sons que variam do indie, dream pop e rock psicodélico. Uma evolução bem marcante para a carreira do vocalista.


O disco Virtue (The Voidz 2017) foi muito bem recebido pela crítica por suas letras e alfinetadas politicas. Toda a estética underground e experimental apresentada durante o álbum foi um prato cheio para os fãs de Strokes conhecerem um outro lado artístico de Julian.


Tomara que toda essa criatividade e inovação sonora experimental esteja presente nos novo disco do strokes de 2020. Até lá aguardamos com muito carinho.


Quais são suas expectativas para o novo trabalho do Strokes? Deixa ai nos comentarios! Até a próxima.

  • YouTube
  • Facebook
  • Instagram