O Rock Psicodélico e a sua Tia.

Atualizado: 15 de Out de 2019


Rock psicodélico e sua tia

Iai estranho! Beleza?


Você deve curtir uma parada mais Psicodelica, não é mesmo. Quem sabe de vez em quando sentir aquele vibe que te leva para outras dimensões! Calma ai, não estamos falando do uso de dr#gas... Estamos falando de uma manifestação estética dentro da música, criada para simular a expansões de consciência em alto nível sensorial.


Nesse blog aqui, vamos te levar por uma trip que explora toda a evolução dessa arte e também da sua Tia kkk... Pois é, hoje você vai perceber que ela não é tão inocente e tradicional como você pensa. Se liga ai!


A música psicodélica pretende te fazer viajar por cenários criativos, originais e "derretidos". Uma espécie de surrealismo do Salvador Dalí transformado em música.


Tame Impala é um puta exemplo que banda psicodélica atual

Com uma levada que varia entre o relaxante, animado ou até mesmo confuso, o rock psicodélico contribuiu muito para o desenvolvimento da música atual. Esse estilo mudou totalmente as formas de gravação e mixagens da época e é um prato cheio para todo amante de arte. Quer saber o mais interessante?



Essa tal psicodelia, foi criada pela sua Tia-avô.


Isso mesmo, foi a sua tia avó, ou só avó mesmo...


A psicodelia é um movimento incrível para entender a geração dos baby boomers, a famosa fase dos hippies. Aquela sua tia de 66 anos, que te faz bolinhos para tomar com o café da tarde. Sabia que ela é f#da?


Apesar da nossa geração enxergar nossos vovôs como ultrapassados, esse pessoal já foi bem mais parecido com você. Quando jovens, eles criaram o movimento new age, em sua maioria guiados por atos humanista, anti-guerra e libertários. Sempre buscavam grandes mudanças sociais, parecendo até com os seus atuais "amigos" no facebook.


Podemos sintetizar todo esse tempo em uma palavra:


CONTRASTE


Pode ser um pouco pretensioso definir uma época tão rica em apenas uma palavra, mas mesmo assim, o contraste foi um sentimento realmente generalizado na juventude da época. O fim da segunda guerra mundial levou ao mundo uma êxtase de felicidade e também de tristeza.


Em 6 de agosto de 1945, foi detonada a maior arma bélica da época. Os bombardeamentos de Hiroshima e Nagasaki apresentaram um massacre histórico e o fim da segunda guerra mundial. A população da época comemorava o final da guerra, se lamentavam pelo massacre na china e já esperavam uma próxima bomba atômica de outro pais aparecer detonando tudo.



O que seria das futuras gerações?


Entre 1946 e 1964 surgiram os babys boomers, essa galera que iria mudar pra sempre o destino da nossa cultura... Ou melhor dizendo, criar a Contracultura!


Na adolescência, os babys questionavam o mundo e a liberdade de expressão da época. Os antigos conceitos sociais não estavam mais com nada. O mundo era muito censurado e isso não fazia mais sentido para os boomers. Some essa necessidades de mudanças social com os testes de bombas sendo lançadas em diversos desertos inabitados e os babys piraram.


Eles queriam fugir de toda essa loucura...


Então toma mais loucura


O LSD se popularizava pelas ruas das cidades. Uma droga sintética que altera a percepção humana foi apresentada aos jovens da época, com um muito alucinógeno. Acreditava-se que combinar essa substancia ao poder natural da música conectava essa galera a planos mentais complexos e até traziam contatos espirituais. Isso fritou a mente de muita gente na época, mas ao mesmo tempo, também estimulou a criatividade de músicos, cineastas e artistas. Os babys viajaram muito e acabaram vendo o conceito psicodélico.


O nome psicodelia, vem de duas palavras gregas, psique (alma) e delein (manifestação).

Ninguém esperava, mas o movimento psicodélico estava pronto para manifestar as almas e desejos libertárias dos Baby Boomers!


Toda a era psicodélica de certa forma foi reflexo de uma sociedade que buscava um novo significado. Menos censura, menos guerra, menos tradicionalismo e muito mais alma.

Esse povo precisava de paz e amor.


Rock Picodélico

E a música?


Deuses surgiram na terra, e o eco do seus nomes triunfais se estenderiam até os dias de hoje na história da música. O Pink Floyd aparece em 1967 com o álbum The Piper at the Gates of Dawn e piraram a cabeça de todo mundo construindo incríveis atmosferas e diferentes estéticas para o disco.


album psicodelia
FOTO DO ALBUM CLÁSSICO MARCADO PELOS ANOS NA COMODA DA SUA TIA

No mesmo ano os maravilhosos Beatles laçavam um dos discos mais importantes da música mundial o Sgt Peppers Lonely Hearts Club Band. Com a famosa faixa, Lucy in the Sky with Diamonds (LSD), eles retratam um pouco da psicodelia com guitarras e ecos e letras criativas. Em todas suas lindas outras faixas, sempre temos um cenário brilhante e colorido sendo criado até mesmo em faixas mais tristes.


Artistas psicodélicos
Sargent Peppers Lonely Hearts Club Band

Ainda em 67( Eita ano bom da po#rA ), tivemos o incrível Are You Experienced, estrelando o notável Jimi Hendrix! Esse álbum é bem também é bem experimental.



E a psicodelia hoje?


Pois é galera, sua Tia pode até ter ficado um pouco fora da ativa, mas a sua obra não.

A psicodelia ainda apresenta novidades e novos artistas. Isso só mostra o quanto essa estética é versátil pra diferentes eras. Hoje nos temos a internet, que populariza artistas do mundo inteiro e faz a cena musical Indie e alternativa crescer sem gravadoras ou rádios. Valeu Internet!


Vaporwave

Nessa onda digital, surgiram várias bandas interessantes. O mundo psicodélico atual, conta com uma caralh#*da de gente nova e criativa.






Quer saber o melhor detalhe? A nova galera realmente tem talento.


E para fazer um paradoxo psicodélico nesse artigo interminável, que já esta maior que um TCC, voltamos a falar deles...


Tame Impala



O Tame impala costumava fazer um ótimo rock psicodélico, bem raiz em suas primeiras apresentações e discos. Como da para perceber na faixa a cima, a banda apresentava tem uma atmosfera bem anos 60, com rifs de guitarra marcantes e vocais doces.


O tempo passou, e uma maturidade de produtor musical fisgou o Kevin Parker. Kevin é vocalista e head criativo por traz da banda. O cara decidiu fazer um álbum diferente, em uma pegada completamente distinta.


Procurando por um pop psicodélico nostálgico e uma vibe vocal única do dance anos 70, tivemos o revolucionário disco Currents. The less i know the better e cause i'm a man são bons exemplos da evolução conceitual que o músico apostou para a produção do disco. Adicionando a presença de sintetizadores, baterias eletrônicas e um baixo mega presente nas composições, o Tame Impala ganhou uma nova cara neo psicodélica.


Sente a Mudança Estética:



O king gizzard & the lizard wizard, é outro exemplo de banda f#da dos novos tempos.

Sim, o nome da banda é gigante... vamos falar mais sobre estes malucos em uma analise de discos exclusiva para a banda. O que rola é que esses caras são MEGA PRODUTIVOS, viajando por diversos estilos musicais, rock psicodélico, jazz e até mesmo o Metal pesadão. Ta de parabéns lizards!


MGMT


O MGMT é outra banda indie que manda muito bem no estilo do rock psicodélico.

Essa banda explodiu em 2007 com o álbum Oracular Spectacular, que trazia uma pegada de que a galera definia como um Eletrodance ou Electropop. Mas sinceramente, já dava pra perceber que os caras eram psicodélicos, como no clipe de Time to Pretend, um som que com certeza vc já escutou. Ou pelo menos deveria.


Em 2018 a banda apareceu novamente após uma época meio obscura com o lançamento de álbuns que alguns fãs não curtiram tanto. Agora com o disco, Little Dark Age, a banda reaparece com uma evolução estética interessante.


Se liga nesse clipe maravilhoso de when you die:

Bom galera... Tem tanta gente da psicodelia atual que da para falar que até doi ter que acabar o blog por aqui.. Mas logo vamos fazer um vídeo especial sobre os novos nomes da psicodelia.


Caso não conheça alguns dos artistas citados ao longo deste artigo, deixamos destacado uma faixa especial para que você possa degustar nos links ao longo do post. Curta nosso insta e facebook para mais conteúdos musicais, arte e muito mais.


Pois é, este foi o rock psicodélico e a sua tia! Até mais!


Quer conhecer melhor a Só Wave? Saiba mais aqui.





  • YouTube
  • Facebook
  • Instagram