Bedhead Badhead é a inovação no Cena de Synthpop Brasileira

Trazendo influências retro e synthwave para a cena Indie Brasileira, a banda do interior de São Paulo - Bedhead Bedhead, lança o seu quarto single: The Sound of Pleasure (I Can’t Kill). Conheça um pouco mais sobre essa banda!

O Bedhead Badhead, é uma banda campineira de synthpop/synthwave com grande influência dos anos 80. Com o primeiro single, Daydreams, lançado em 2018 alcançou mais de 47k streams no Spotify.



Com o uso de sintetizadores e guitarras, o estilo musical da banda se faz presente na cena alternativa Brasileira, contando com influências de nomes como Terno Rei, Terraplana, Tuyo, Gab Ferreira, YMA, Lori, Matheus Who, eliminadorzinho, Sunset Front, Amen Jr – entre outros...

Seu quarto single “The Sound of Pleasure (I Can’t Kill)” passa por temas como o desejo pelos prazeres da carne e a vontade de estar com alguém sem compromisso. Porém, ao decorrer do som, o cenário passa por uma reviravolta de modo que o eu lírico se vê em um preso em um início de paixão pela pessoa que antes não passava de um desejo simples.


A música acaba nesse momento de dúvida e súplica após o eu lírico perceber que cedeu aos seus sentimentos novamente. Nos deixando uma atmosfera de dúvida ao final do single, sentimento próximo ao do personagem construído na música. A estética continua remontando lindamente aos anos 80 com uma pegada de bateria quebrada que nos lembrou bastante New Oder e até um pouco do post Punk de Joy Division.

Os vocais de Giovanna Bergamaschi seguem dando frescor para a faixa, nos levando a total entrega de nossos sentidos na atmosfera escura, melódica e dançante da faixa. Pessoas mais sensíveis, irão sentir a música crescendo em sua mente, mas logo esse crescimento que é construído com muito cuidado pela maioria dos instrumentos são quebrados pelo Baixo. O estilo Tapping do baixo adotado no refrão, dá uma grande quebrada no som e gera novamente uma sensação de dúvida próxima ao do eu lírico. Esse baixo da um gatilho total e acredito ter sido bem de propósito... O estilo faz com que a sequencia final da música se faça necessária para "limpar a bagunça", com a inserção de sons que buscam ser mais relaxantes, como violinos contrastando com guitarras levemente distorcidas, que apenas ditam o tom das notas. Uma sequencia linda enquanto a bateria marca um compasso presente e forte. Por fim, temos uma atmosfera sonora linda e bem resolvida com todos so instrumentos, nos trazendo uma última sequencia emocionante e sinceramente maravilhosa. Essa conclusão sensível e diferente faz a banda Bedhead Badhead completamente necessária para a nossa Cena Indie Brasileira.


Veja também:

  • YouTube
  • Facebook
  • Instagram