Baixista do Kiss reclama sobre o novo modelo musical de Streaming.

Gene Simmons critica o novo modelo de Streaming: "O negócio da música está morto".

Baixista da lendária banda Kiss, Gene Simmons, é fundador de uma das maiores bandas mais ricas do hard rock. Simmons é mais conhecido pelo seu apelido "The Demon", o artista é um dos maiores exemplos de como o mercado musical pode ser rentável. Além de milhões na venda de discos e shows que lotam estádios, a banda Kiss ganhou muito dinheiro com a venda de camisetas, acessórios e até mesmo bonecos dos "personagens diabólicos".


Em uma entrevista recente na rádio Q104.3 de Nova York, Simmons reclamou do modelo atual do negócio musical. Para o baixista, o hábito de ouvir músicas em streaming impossibilita que novos artistas de rock surjam.


Gene Simmons mostrou sua frustração com o mercado de streaming:

Quando você baixa músicas, são centésimos ou milésimos de centavos que o artista ganha. O músico precisa ter milhões, e até bilhões de views ou downloads para ganhar mil dólares. O negócio da música está morto.
"Os culpados são os fãs jovens, pois mataram aquilo que amam. Porque, assim que o streaming apareceu, tirou a chance de novas grandes bandas que ainda estão nas sombras surgirem, pois [os integrantes] não podem largar seus empregos porque não têm como ganhar um centavo colocando suas músicas lá [nos serviços de streaming]".

  • YouTube
  • Facebook
  • Instagram